Contador

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Mamoite...deixa só passar o pano!

Até cerca de dois meses atrás era corriqueiro ver-se as ruas pela madrugada com miúdos a lavar os carros. Era um quadro totalmente normal. Mas perante as novas leis vigentes, tornou-se proibido lavar o carro na rua. E a redução destes actos foi rapidamente acatada, em parte, pelas multas altissimas associadas à apreensão e reboque do carro. Assim, na rua já não há aquele assédio constante: "madrinha posso lavar o carro, por dentro e por fora!". E de forma tão rápida quase que desapareceu uma profissão do quotidiano angolano: lavador de carro na rua; sim, já se pode falar em extinção mesmo. E sinceramente, fora todos os inconvenientes que essa profissão acarretava, nomeadamente a mão de obra infantil era algo que eu sentia ser parte de Luanda. Mas, tudo tem o seu tempo...no entanto, hoje pela manhã, quando estava a estacionar:
- Psst madrinha, posso limpar o carro?
- Não, Não...não...é proibido.
- Mamoite (mais velha)...deixa só passar o pano! Não leva água. Passo o pano e fica a brilhar como se tivesse lavado.
-Quanto é?
-Mamoite, para a madrinha, são só 500 kwanzas.

Um comentário:

Florentino disse...

estas aver, estava a pressisar de dilheiro.
a tanto sofrimento por Luanda.