Contador

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Liberdade




Voar rumo à Liberdade

Vim do abstracto
No nada com que nasci
Vim sem submissão
Vim sem servidão
Num choro de determinação
A Vida foi força-motriz
que busquei por instinto
a sobrevivência!
Naturalmente me fiz gente
com Querer e Vontade
busquei informação
que tranformei em conhecimento
e encontrei Heteronomia
e na divergência moral
no encontro das regras
perdi-me e desequilibrei-me
obedeci ao meu Eu condicional!
Faltei-me!
Sem desistir superei-me!
das condições condicionantes
expus interrogações preocupantes
quis autonomia
decidir com conhecimento
sem o próximo ferir
percebi!
ser livre sem ferir
ser Livre é SER!
é desejo vindo do coração
numa Verdade do ser Inteiro
Pleno de Amor pelo EU
que se vê reflectido
na sabedoria
de quem equilibra
o Físico - Químico
O Biológico e Psicológico
Num voo espiritual
que alcança a supremacia
de gritar Eu Sou
num caminho de autorealização
de quem vive com o coração
repousando na lógica da razão
e na responsabilidade da acção
porque Eu SOU o Que SOU!

Um comentário: